segunda-feira, 25 de novembro de 2013

A Noite dos Arrepios

(Night of the Creeps, 1986, Fred Dekker)



Puro trash como só os anos 80 poderiam nos trazer!

Tudo começa quando numa nave espacial alienígena cujo os mesmos se pareciam com Teletubbies com caras de mal (e quem diz q os teletubbies não eram aliens?!), um deles tenta se livrar de um experimento perigoso e acaba ejetando o mesmo pra fora da nave. Acontece que o mesmo cai na Terra, em que o ano corrente era 1959 (que não sei pq diabos o diretor inventou de filmar a sequência dessa época em preto e branco!) e um casal de namorados que vêem o mesmo cair vai até o local enquanto é anunciado que um maníaco esta a solta. Enquanto o namorado vai atrás de onde a caiu o experimento e ao achá-lo é infectado pelo que parecia uma lesma desse experimento, sua namorada é morta pelo tal maníaco.

Pulando para 27 anos depois, 1986, dois nerds Chris Romero e J.C. Hooper (Jason Lively e Steve Marshall, respectivamente) tentam conquistar uma garota (Cynthia Cronenberg interpretada por Jill Whitlow) e para isso tentam entrar numa fraternidade onde só os garotos tops frequentam. Os líderes dessa fraternidadde propõem que os nerds roubassem um cadáver de uma universidade de medicina perto dali e colocasem na frente de uma fraternidade rival para causar um susto e assim eles entrariam (é mentira!). E quando Chris e J.C. colocam essa ação em prática, eles entram num laboratório dessa universidade em que um corpo é mantido congelado e, curiosos como só garotos podem ser, eles abrem a capsula com o tal corpo. Como diz o ditado "a curiosidade matou o gato", o corpo começa a se mexer e morrendo de susto os moleques saem no pinote! Vendo a arruaça, um professor estágiário entra no laboratório para ver o que ocorreu e ao ver o corpo que até então estava congelado no chão ele vai até ele então o filme nos mostra que aquele corpo era nada menos que a do menino de 1959 que havia sido infectado pelo experimento alienígena e o mesmo... digamos cospe a lesma que o havia adentrado para o professor e então sai vagando como um zumbi por aí enquanto o professor cai "morto". A polícia é acionada e um tenente canastrão insuportável Ray Cameron (interpretado por Tom Atkins figurinha carimbada em filmes desse tipo na década como "Halloween III" e "A bruma Assassina" - que irritantantemente repetia sempre ao ser chamado "surpreenda-me") começa a investigar o caso.

A partir daí você já deve prever o resto da história: trata-se de um virus em forma de lesma que contamina as pessoas fazendo-as morrer e retornar em instantes como zumbis, ocorrendo várias mortes com efeitos e maquiagens estupidamente ruins tornando o filme uma trasheira sem prescendentes! Óbvio que sobrará para os nerds (na verdade só pro Chris já que J.C. é contaminado mas se suicida antes de virar um) acabar com essa epidemia de zumbis alienígenas junto á polícia e no final ganhando a gatinha como prêmio! Roteiro típico desses filmes terror/trash oitentista!

Duas coisas interessantes sobre o filme é que o título em inglês é bem ambíguo, pois a palavra creeps pode ser usada tanto para arrepios quanto para vermes, lesmas, coisas assim informalmente - uma boa sacada do diretor. A outra é que os sobrenomes dos personagens principais são homenagem à diretores importantes paa o terror como Romero, Hooper e Cameron.

Nota: 3 / 10